18 de agosto

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
25/01/22 às 12h33 - Atualizado em 29/03/22 às 11h18

PABLO VALENTE

COMPARTILHAR

Pablo Valente, 36 anos, brasiliense, despertou muito cedo seu interesse pela atividade política. Aos 14 anos foi presidente do grêmio estudantil de sua escola. Logo entrou para a Federação dos Estudantes Secundaristas de Brasília. Aos 16 anos, emancipado, juntou-se aos jovens da comunidade, fundando e presidindo a União Jovem da Candangolândia.

Cristão católico, atuou em várias pastorais e movimentos, especialmente na Renovação Carismática Católica, ingressando no movimento com apenas 11 anos de idade. Como missionário pregou em centenas de encontros e retiros por todo o Brasil. Seu ministério de evangelização foi marcado pelo resgate de vidas, restauração de famílias e o apoio a recuperação de jovens dependentes químicos em centenas de comunidades terapêuticas assistidas e apoiadas por ele no DF e em outros estados.

Seu trabalho social com famílias carentes e especialmente com os jovens dependentes químicos, aliado à sua luta em defesa da vida, da família e dos valores cristãos, deram a ele o reconhecimento e o apoio de líderes religiosos católicos, evangélicos e de outras denominações.

De família humilde e numerosa, é casado com Fernanda Barbieri Valente (29), filho do bombeiro militar, Paulo Valente e da dona de casa Eulina Gomes, ele é o quinto de um total de nove irmãos. Do dia que saiu da maternidade até o dia de hoje, Pablo Valente mora na Candangolândia. Foi criado no conjunto A da quadra 04, onde mora até hoje, conservando o orgulho de ser nascido, criado e de nunca ter saído da cidade.

Foi diretor de cultura, esporte e lazer, da Administração da Candangolândia, Presidente da Federação dos Estudantes Secundaristas do DF, assessor parlamentar na Câmara Legislativa e no Congresso Nacional.

Pablo também foi presidente da Juventude Progressista do Distrito Federal, vice presidente nacional e membro do diretório nacional do partido, PP, onde disputou as eleições de 2010 e 2018.

Em 2017, no Governo Temer, foi convidado pela UNESCO e a Secretária Nacional de Juventude da Presidência da República, para ser um dos coordenares do Programa ID Jovem no Brasil, tendo sido o responsável direto pelos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo. O programa federal ainda hoje tem levado justiça social, acesso cultural e mobilidade para mais de 7 milhões de jovens de baixa renda em todo o Brasil.

Em 03 de janeiro de 2022, foi nomeado pelo governador Ibaneis Rocha, como Administrador Regional da Candangolândia – RA XIX.

Mapa do site Dúvidas frequentes